Tente um pouco mais

 

Ontem eu estava tentando abrir a porta de casa com uma chave que não era dela. Tentei também colocar meu lençol de solteiro no colchão de casado. Tentei reparar alguns erros do passado com uma borracha. Esquecê-lo.  Mas quando vi, já estava pronta mandando uma mensagem perguntando que horas ele passava me buscar.

Incansáveis por natureza. Sou daquelas que tenta até o fim, mesmo sabendo que no fim tem uma placa escrita: Não era por aqui, volte 10 casas. Por que não tentar? Por que desistir na primeira vez que a chave não entrou? A fechadura era outra, mas nessa cobiça pelo impossível nem reparei que a porta estava aberta.

O lençol que insistia não tinha a mesma forma do colchão, mas isso eu não precisava nem falar, via-se. Coloquei a parte que cabia no meu canto. Ajustei a ocasião à necessidade. Há coisas que não adianta lutar contra. Aceita e segue assim, ou rejeita e esquece.

Quanto aos erros, quantos de nós já não tentamos refazer o passado brigando com ele? Não deu né. Não deu pra mim também. Precisamos engolir alguns sapos das nossas decisões, mas eu tentei. Amanhã vou tentar de novo só que sem brigar. Vou mudar o plano e fazer as pazes com os meus enganos.

Agora quando o assunto é amor tentar nunca é vão. Sempre acho que vale mais um dia, vale mais uma noite, até que se prove o contrário. Quando o assunto é amor sempre é possível ir mais além, só não além do seu limite. Não adianta arrombar sua barreira emocional se você não vai acostumar a deixá-la aberta.

E se o amor for ele eu ainda vou tentar até amanhã e provavelmente repita isso no dia seguinte. E siga tentando até onde consiga chegar, até onde eu veja que ele seguiu tentando comigo.

Tá na dúvida se desiste ou continua? Não joga a tolha, ainda é cedo. Acalma sua ansiedade e tenta outra vez. Pelo sim ou pelo não, tente de novo.

Prometa-se que é a última arriscada, mas não se deixe no vazio de não ter se aventurado. Porque desistir é isso, um buraco enorme dentro de si que te deixa incompleta todos os dias. Tenta só hoje, mesmo que seja pra rechear esse vácuo com um não. Qualquer resposta é melhor do que não ter resposta nenhuma.

[T.M.]

Comments

comments