Estava pensando sobre “os garotos da minha vida” e comecei a classificá-los em: correspondidos, platônicos e impossíveis (casados, gays, muita areia para meu caminhão, etc), paixonites (os novos