A diferença entre estar interessado e estar afim de alguém

Nos dias de hoje ouvimos certos termos difíceis de estabelecer começo, meio e fim. Conhecer alguém, se interessar, estar afim, ficar, só ficar, quase namorar… é muita coisa pra definir onde realmente termina você e começa o outro.

Os limites estão pré estabelecidos em regras subentendidas. São suposições tidas como verdades. E se assim como eu, você também fica confuso com a modernidade, vamos estabelecer algumas diferenças.

Estar interessado – é quando você olha duas vezes pra mesma pessoa. Pensa em trocar telefones e quer conversar. Você não quer ter algo físico ainda, você apenas cogitou a possibilidade de inserir essa pessoa no seu hall de estudos de possibilidades dentro do nível de #paquera 1.

Estar interessado é quase uma antena ligada. É o primeiro passo após a amizade. Dá pra ter interesse em um amigo SIM, é uma cogitação remota de que talvez, quem sabe um dia possa, por acaso o abraço demorar uns segundos a mais. Isso não te torna obscuro, nem galinha, muito menos metralheiro [ a pessoa que atira pra todos os lados ].

Estar Afim – é quando você conversou, gostou da voz e do conteúdo. Gostou do abraço, do sorriso e do cheiro. É o segundo passo após o interesse. É quando o interesse fez sentido. Você passa a estar afim de ver aquela pessoa mais vezes, faz um esforço pra se ver. Tenta chamar pra sair ou mesmo cruzar “por acaso” [ mesmo sabendo que você desviou uns dois quarteirões pra ver se esbarrava, e esbarrou].

Estar afim é quando você já está a caminho de amadurecer o papo, já está perguntando se a pessoa namora, se tá disponível e está bem próximo de 1. convidar pra tomar algo um dia desses quem sabe; ou 2. se mostrar disponível para quem sabe tomar um algo dia desses quando os horários baterem;

São os dois primeiros passos da paquera moderna. Em breve vamos analisar os próximos tópicos.


[ Por L.M. ]

Comments

comments