Overthinking – A arte de pensar demais

Chegou cansada ontem né? Seu dia não foi tudo aquilo que esperava e você também não conseguiu corresponder às expectativas dos outros. Seu corpo não correu uma maratona para se sentir assim, mas seu pensamento já rodou o mundo em busca de sonhos mirabolantes. Sua mente trabalhou tanto a procura de respostas para suas aflições tão infundadas, que deu um trabalho danado acompanhá-la na sua jornada.

Nossa, como a gente corre sem sair do lugar! Madrugada passada mesmo, onde você foi que não levou suas pernas, apenas suas ilusões? Eu mesma visitei tantos lugares, coloquei o papo em dia com as amigas que não vejo com frequência, resolvi minha vida amorosa e falei tudo que eu pensava sobre nós. O incrível poder do pensamento. Você fez tudo e não fez nada, no final do dia, a conta das suas expectativas versus a realidade não bateu e o resultado foi o cansaço.

Aposto com você: Metade das suas preocupações diárias não mudariam o Mundo. Um terço das suas apreensões não fazem o menor sentido e você sequer consegue organizar isso tudo dentro de você! Cabeça que mora longe e não reside em nós. Como o percurso para visitá-la e saber o que se passa por lá pode ser estafante. Entre sair de onde está e chegar lá há sempre um longo caminho de dúvidas a percorrer e ao invés de aproveitar o passeio dos nossos pensamentos os confundimos ainda mais com a nossa ansiedade desenfreada.

Quantas vezes você não sonhou acordado hoje, quantas outras não se colocou em dúvida sobre situações que nem existem! E as outras tantas que ficou se questionando os porquês, e outras que ficou lamentando o que não aconteceu. Tudo que não é real cansa. Experimenta voltar a cabeça para o que faz agora. Está escrevendo um texto, foca na qualidade e esquece a janta. Vai fazer um café? Meça bem a quantidade do pó e depois pensa se vai aceitar ou não aquela proposta. Tem um encontro no sábado? É só daqui a dois dias! Até lá você entrou em parafuso de tanto trocar de roupa e sapato.

Seu dia dentro do seu corpo não pode ser outro que o presente. É adiantar o relógio para viver o mais tarde sendo que o seu cedo ainda não chegou ao fim. É antecipar o que não existe, deixar escapar o real. Colocar a energia no distante não é sinônimo de trazê-lo para perto. Empenhe-se no melhor agora, o amanhã te agradece calmo e feliz, consciente que ele será uma sucessão das boas coisas de hoje.

*overthinking – pensar excessivamente, pensar demais.

 


 

 

[T.M.]

 

 

Comments

comments