Ontem ela sambou na sua cara

carnaval

Estava triste após o término, sentia sua falta como nunca sentiu uma ausência antes. Ela queria você e uma sessão pipoca no sofá, mas você não quis e não estava por lá.

Então o que fazer? Ficar em casa sofrendo por alguém que não conseguiu identificar qualidades? Definhando sem luz num quarto escuro e depressivo?

Não!

Ontem ela foi pra rua despistar a saudade e gargalhar entre estranhos. Ela foi pra rua mostrar pro mundo o que você perdeu. Sorriu, dançou e bebeu. Ontem ela sentiu que era bonita o bastante pra desfilar, vestiu seu melhor sorriso e se abriu pra vida.

Foi pra rua extravasar a tristeza que você deixou quando decidiu que iria de vez. E trançou as pernas entre estranhos que a olhavam admirados.

Ela se sentiu desejada, reconhecida, paquerada. Ontem ela sambou até os pés doerem, e abraçou a solteirice que você tanto ofereceu. Conseguiu. Ontem ela te esqueceu.


 

[J.S.]

Comments

comments