O tempo que [ou com o qual] não podemos contar

O tempo é uma página em branco esperando pela inspiração. É essa coisa engraçada que justifica todo pesar do passado. Veja bem, nem sempre as coisas serão como aparentam naquele momento. Eu posso explicar:

Hoje é dia 15, e talvez há uns meses isso significasse que você estava saindo de casa, terminando um relacionamento que  julgava não dar certo. Talvez estivesse começando algo, surgindo uma nova ideia. Hoje pode ser o aniversário de alguém que há alguns anos você tinha como prioridade, e hoje é apenas alguém do seu passado.  Talvez nesse dia, há um ano você estivesse tomando uma decisão que mudaria o curso da sua vida. 

Mas a gente nunca sabe não é? Não dá pra saber como vai ser o segundo seguinte, e se vai dar em alguma coisa qualquer coisa que a gente comece agora.

O tempo é inimigo das projeções, e totalmente contra as expectativas. Se quer ser feliz e remar a favor da maré, entenda o ciclo do tempo e caminhe lado a lado com ele.

E se lutamos contra algo que não se pode contar, ou mesmo com o qual não podemos contar pra nos ajudar 100%, entendo que o jeito hoje é encarar o fato de que estar “contra” não é o lado certo de fazer o tempo valer a pena. Ele vai correr, não importa o que você faça.  Então, utilize isso a seu favor.

 


 

[L.M.]

Comments

comments