O que você deixaria para trás?

Falamos tanto em peso. De carregar o mundo nas costas. Andamos pra lá e pra cá com nossa bagagem – física e emocional – que só vai crescendo. Inclusive promessas não cumpridas.  E nessa época do ano, quando paramos para fazer o balanço do que passou, ficamos frustrados pelo que não conseguimos realizar. Mas aí o que fazemos? Mais promessas que não se concretizarão. Sabemos disso e insistimos. E o fardo aumenta.

Que tal começar o ano de outra maneira? Sem promessas que se repetem e se acumulam. Sem pesos desnecessários. Igual a um peregrino que carrega o mínimo. O essencial. Use toda a simbologia de fim de ano para tirar da sua bagagem tudo o que é desnecessário.

Tente não levar mágoas, culpas e desentendimentos. Resolva-se. Sonhar está liberado. Procrastinar não. Leia e se informe mais. Julgue menos. Estamos todos sob o mesmo teto de vidro. Esteja de mente e coração abertos para conhecer pessoas e lugares. Como disse Eduardo Galeano: “Ser capaz de olhar o que não se olha, mas que merece ser olhado, as pequenas, as minúsculas coisas da gente anônima”.

Menos é mais. Menos exposição. Menos felicidade inventada. Mais introspecção. Menos consumismo. Mais consciência. Menos dieta. Vamos admitir: quando comemos sem culpa, até o brigadeiro fica mais leve!

Menos pressa. Menos desculpa. Mais atitude. Menos energia negativa. Menos amizades e amores tóxicos. Significa que não precisamos manter por perto pessoas que sugam nossa energia. Porque isso também nos torna mais pesados.

Menos vida alheia. Mais consciência de si mesmo. Menos passado e futuro. Mais aqui e agora. Menos reclamações. Mais cuidado. Tire da sua mala sentimentos como amargura, rancor, impaciência, culpa e desprezo.

Por fim, agradeça! Está cientificamente comprovado que ser grato melhora a saúde física e mental. Lembre-se que o universo tem um baita poder. Mesmo que você não acredite.

Que você entre em 2016 de alma leve. Com serenidade, esperança, amor e força de vontade.

A gente vai continuar aqui, contando nossas confissões pra vocês!


 

[M.B]

Comments

comments