O que aprendi com a série Sense8

Seriado recém lançado pela NETFLIX, o Sense8 conta a história de oito pessoas interligadas por seus sentidos e sentimentos, compartilhando também conhecimentos e até memórias sem nunca terem se visto ou tido qualquer tipo de contato.

Uma pessoa me disse “Sense8 não é uma série para qualquer pessoa assistir, eu não indicaria se não tivesse plena certeza de que você entenderia”. E realmente os diálogos e a história em si é do tipo “para poucos”.

E sinceramente? Não vou parar para discorrer uma crítica. Quero falar sobre diálogos que se passam entre as personagens e que me fazem pensar – demais – sobre tudo o que vem acontecendo na minha vida, e espero que você também reflita.

  1.       “O impossível está há um beijo da realidade”.

Essa frase resume o que acontece quando a gente para de ter medo e enfrenta a vida de frente. Quando paramos de calcular o tal “e se” e damos o primeiro passo em direção ao inalcançável.

  1.       “A morte não permite despedidas”

Não é o tipo de afirmação fácil de encarar, de lidar. Mas a verdade é que a gente sempre acha que tem tempo o suficiente. Mas o tempo também é efêmero, vazio e raso. O tempo também dá um tempo da gente, e nesse vão a gente não tem tempo de dizer adeus.

  1.       “Eu não sou só eu, sou nós”

A habilidade de sentir as dores do mundo como parte do que você também vive na sua realidade, também te capacita para enxergar um ambiente em que tudo o que você faz pode refletir em tudo e todos ao redor. Quando a gente toma uma decisão ruim, a consequência pode perdurar e alcançar àquelas pessoas que mais importam para nós, e até àquelas que ainda não sabemos o quanto irá importar mais tarde.

  1.       “Como podemos saber se somos nós que fazemos a escolha, ou se a escolha faz quem somos?”

Não dá pra saber. Mas você arrisca mesmo assim, porque não pode ficar parado esperando que alguém ou algo escolha em seu lugar.

  1.       “A violência que eu percebi ser indesculpável, é a violência que fazemos com nós mesmos quando temos medo de ser quem realmente somos”

Cada um tem um jeito, uma forma e até uma reação que gostaria de controlar, de mudar, de não ter ou não ser. Nós somos feitos de defeitos e o processo de aceitação sobre quem nós somos é um processo contínuo, que nos transforma em seres humanos melhores a cada nova aceitação.

  1.       “As vezes você comete um erro e tem duas opções: Aceita o erro ou conserta”

Conviver com a consequência de um erro talvez seja um dos piores pesadelos que pode te perseguir na vida. Consertar esse erro pode ser uma das coisas mais arriscadas, mas ainda é a melhor alternativa.

Como eu disse no início, o seriado de apenas 12 episódios consegue ser mais complexo e impactante do que outros com o dobro de investimentos e capítulos. Eu ficaria horas explicando o que exatamente senti ao concluir a primeira temporada de Sense8. Mas tem sensações, experiências e aprendizados individuais que não fariam diferença compartilhar, pois cada um de nós tem uma missão, uma lição e uma visão de vida.

E para acabar, vou deixar apenas esses trechos:

“O amor não é algo limitado, algo que se possa definir ou controlar. O amor é como a arte. Uma força que entra em nossas vidas sem quaisquer regras, expectativas ou limitações.”

“Se você for corajoso, você pode lutar para tornar o mundo um lugar mais justo e igualitário”

“Eu pego tudo que estou sentindo, tudo o que importa para mim. E coloco tudo isso em meu punho … e luto por isso. “

No fim, todos seremos julgados pela coragem dos nossos corações.


 

[Luciana Meningue]

Comments

comments