Não, você não está morta. Levante!

admin-ajax

Quando um coração se quebra é sempre igual. A gente diz que não vai se abrir. Diz que nunca mais vai amar ou se apaixonar. Diz que ‘Deus me livre outra vez’.

E então o tempo passa. O vento sopra as nuvens negras pra longe e o Sol renasce num belo e amarelo dia seguinte. O tal ‘dia depois de amanhã’. E novamente você percebe que a vida te recolocou em posição vertical. E verticalizou também seus medos e receios, mas também colou de pé seu empenho e coragem. Hora de voltar a caminhar.

Mas não se iluda em achar que você vai saber quando chegar a hora. Um dia você simplesmente acorda e o mal humor se foi. A vida te trouxe o que nem você imaginava precisar. E nesse dia, quando a novidade de um amor cruzar teu caminho, não ouse recusar. É a heresia da recusa que tem tornado os relacionamentos tão mal alimentados e superficiais. Seja honesto com você e com esse sol nascendo na alma de ambos.

Seja profundo diante de tanta gente rasa. Enxergue mais que um simples rosto bonito ou corpo sarado. Se der vontade, sorria. E se der, ame. O mundo precisa de gente com mais ação e menos oração… Discursos são poeira, impregnam e não fazem peso. Seja toque e não barulho. Seja cheiro e não promessa.


[L.M.]

Comments

comments