Não vai embora, não

Foto 2
Fique. Amar é tão simples. Torna a vida mais fácil, os problemas mais suportáveis e o riso mais frouxo. Não vai embora, porque… por mais que eu não precise de você, eu quero você!

Por favor, não saia assim de mansinho, me deixando sem respostas e cheia de saudade. Eu planejei tanta coisa pra nós.

Você ainda não me contou todos os seus sonhos e nem me mostrou as fotos mais engraçadas da sua infância. Você ainda não viu todos os filmes de Harry Potter comigo, e nem todas as temporadas de How I Met Your Mother.

Ainda não fizemos mochilão pela serra, ou andamos de mãos dadas pela praia no meio da noite. Eu ainda não te levei ao meu cantinho favorito de Torres no verão, e ainda não comemos fondue em frente a lareira no inverno.

Tem tanta coisa sobre mim que você ainda não sabe. Não te contei que Michelle é minha música favorita dos Beatles, que gosto de chorar com filmes de drama e depois lembrar que é tudo de mentirinha e sorrir, que gosto de abraços apertados, desses que parece que nunca mais vamos nos soltar, e de beijos roubados quando eu menos espero.

Suas músicas ainda nem conheceram meus textos… quem sabe você possa cantar pra mim e eu escrever pra você? Quem sabe nossas histórias não viram livro e o nosso “gostar” não vira amor?

Quero que as nossas tardes no parque se tornem rotina, e o teu abraço, eternidade. Porque por mais clichê que isso possa parecer, quando você me beija o mundo para, e por um instante nada mais tem tanta importância.

Mas hoje só peço que você fique, fique para jantar comigo, e depois emende no café da manhã. Aproveita e já passa a tarde aqui, a gente assiste qualquer bobagem no Netflix, eu passo o café e você faz a pipoca. Te prometo massagem nas costas, se você me prometer beijos no pescoço, e tudo terminar em amassos no sofá.

Só fica, vai. A gente ainda tem tanta coisa pra viver.


[ Mariana de Mello Pontes ]

Comments

comments