Nada será como tínhamos planejado

Pode até ser que eu tenha uma visão um pouco limitada das coisas, mas sempre imaginei que os momentos memoráveis da vida de qualquer pessoa caberiam em um filme de duas horas. E isso me levou a pensar se eu veria o meu filme se pudesse.

Teria a maravilhosa vantagem de poder mudar o que não me agradasse, ou evitar erros enormes, meus e dos outros. Mas perderia algo que faz tudo isso valer tão a pena: a oportunidade de me surpreender.

Muitas pessoas criam amarras em volta de seus planos. Eu era uma dessas pessoas. Penso muito no futuro, crio metas absurdas e sonho alto, mas isso não é necessariamente um problema. Só passa a ser quando não achamos que sair do roteiro pode ser uma coisa boa. Muitas vezes, é melhor do que o que tínhamos planejado.

A gente sabe que no fundo a vida não é uma fábrica de desejos, em que as coisas acontecem no momento e do jeito que gostaríamos, mas a gente vive fingindo que é. Percebo isso quando deixamos ir embora alguém incrível, porque achamos que agora o melhor é ficar solteiro, ou quando não corremos atrás de uma oportunidade de emprego legal, porque pensamos que logo aparecerão outras. Às vezes, não aparecem. Essa era a chance e deixamos passar por pura ignorância. 

Comments

comments