Na dança da vida, tropeça menina e levanta mulher

Oh menina, por que ainda está assim? Por que não se valoriza? O que aconteceu aí dentro pra você deixar de acreditar em si mesma, no seu potencial? Essas noites mal dormidas estão servindo pra quê? Não se martirize, a culpa não foi sua. Você não fez nada de mais. Ao contrário, tentou até demais.

Acredite nos seus amigos e na sua família quando dizem que você é especial, linda e divertida e que irá encontrar alguém que goste de você exatamente como é. O que aconteceu esses anos todos pra te deixar sempre presa, insegura, com os sonhos guardados na gaveta? O que te bloqueia?

Agora dói, eu sei. Mas vai passar. A gente entende que no momento você não enxerga isso. Não consegue pensar racionalmente. Então, use esse tempo pra tentar se conhecer.

Quantas vezes seu coração foi partido? E você se recuperou, não foi? Você está cansada, cansada de tentar, a gente entende. Sempre achamos que não iremos nos desiludir mais uma vez. E de repente: Bum! Lá está você, despedaçada mais uma vez.

Só não se esqueça de uma coisa: nenhum amor vale a pena se a gente precisa pedir pra ser amada. Quanto aos seus pedaços espalhados por aí? Ao seu redor existem pessoas o suficiente que irão ajudar a colá-los, e quando menos esperar, será apenas uma cicatriz.

 


 

[M.B.]

Comments

comments