Inveja, eu sinto e você também!

No mundo do ‘politicamente correto’ em que vivemos hoje, deixar transparecer o que realmente se é, qualquer pedacinho da nossa sombra, é algo perigoso. Queremos sempre mostrar nossas virtudes e como somos legais e elevados espiritualmente. E assim, abafar sentimentos ruins, como a inveja, tornou-se obrigatório.

Mas eu sinto inveja, você sente inveja, seu amigo sente inveja, seu vizinho sente inveja, seu chefe, sua mãe, todo mundo sente inveja! Uns mais, outros menos, mas sentimos sim!

Facebook e #Instagram são os lares dos invejosos! Cada vez que você vê uma foto de um casal apaixonado, a viagem maravilhosa do amigo, o emprego novo do ex-colega de trabalho e fica pensando que gostaria de estar no lugar da pessoa, com uma vida incrivelmente feliz, você está sentindo inveja. Assuma isso e a vida ficará mais leve!

E quando você posta uma foto, um comentário, um vídeo, tenha certeza que alguém vai sentir inveja da sua vida. Todos tentam esconder isso e às vezes até comentam “ai que inveja branca”, como se isso desse uma conotação de “inveja boa”.

Meu amigo, inveja é inveja. Boa ou não. Branca ou colorida. Ela só é ruim se te deixa mal ou se faz você querer que o outro fique mal. O que muda é o que a gente faz com ela. Você prefere passar o dia remoendo o quão injusto o mundo é ou vai à luta tentar alguma coisa?

E se você tem dúvida sobre o impacto da inveja (e outros sentimentos), veja esse vídeo


[ M.B. ]

Comments

comments