Eu que sou de prosa, agora ando fazendo poesia

poesia

Eu não consigo imaginar um mundo sem você,

Mas vou ter que fazê-lo, porque você escolheu não ficar. Levantou e foi embora sem chance de despedida ou réplica – sequer tréplica – sobre sua partida.

Eu não consigo imaginar um mundo sem você,

Mas você saiu pra comprar cigarros e não voltou. E eu fiquei com seus filhos, suas roupas e seu cheiro em mim. Sem ter pra onde ir, a não ser te esperar.

Eu não consigo imaginar um mundo sem você,

Mas agora, dessa cama de hospital, parece que não vou ter outra opção. Cada dia parece um dia a menos pra nós.

Eu não consigo imaginar um mundo sem você,

Mas você está se casando nesse momento, com alguém que não sou eu. E não há nada que eu possa fazer para evitar esse alternativo final feliz, totalmente diferente do que imaginávamos juntos.

Eu não consigo imaginar um mundo sem você,

Mas você insiste que eu não devo me preocupar. Então talvez seja coisa da minha cabeça. Talvez você esteja falando a verdade e nunca vai realmente me deixar.

Eu não consigo imaginar um mundo sem você,

Mas vou ter que imaginar minha vida em outro país, com outros costumes, com outras lembranças, já que você agora não divide o mesmo lado do trópico que eu.

Eu não consigo imaginar um mundo sem você,

Mas você preferiu as noitadas e os amigos, ao invés do meu abraço protetor. Então melhor eu seguir sem pensar em nada, nem imaginar nada, apenas viver em um mundo onde você, agora, é passado.

Eu não consigo imaginar um mundo sem você,

E não vou. Porque dessa vez, nem vou deixar você entrar.


 

[L.M.]

Comments

comments