Eu poderia ser qualquer outra coisa

E é verdade. Eu poderia ser atleta, poderia ser Presidente. Poderia ser escritora, poderia até ter escolhido não morar aqui e ser estrangeira.

Eu poderia ser alcoólatra e viver nos bares. Poderia ser fumante, poderia ser do teatro e poderia curtir uma natureza.

Ou eu poderia ser famosa, estrela de cinema. Marilyn Monroe do baixo augusta.

Poderia ser campeã de sinuca e dar chapéu em todos os seus amigos. Poderia ser piloto de avião, aeromoça e poderia sumir daqui num 747 direto pra longe de você.

Poderia ser uma pessoa da noite, ou poderia ser do dia. Poderia ser de uma religião que me impedisse de falar com você.

E também poderia ter sido monge, abstêmio ou celibatário.

Eu poderia ser do Sul ou do Norte, e a gente nunca, nunca teria se cruzado. Nem na ponte aérea.

Eu poderia mudar tudo e não ser nada do que sou, só pra ser menos o que me aproxima de você.

Eu poderia ser qualquer coisa, mas resolvi ser sua.


 

[Luciana Meningue]

Comments

comments