Eu não aguento mais você

tamo

Não aguento sua risada, seus dentes, seu cheiro. Não aguento essa memória de você, nem o seu descomprometimento. O jeito que você nunca me deixa te deixar. E como não temos nada em comum. E como eu achei que tínhamos. E como você não me faz sorrir há muito tempo. E como você durou dias, e a gente durou meses. 

Eu não aguento mais você.
Não aguento o jeito que eu aguentei você porque eu que fiz você.
Eu que te criei, eu desenhei você. E eu não aguento mais você porque eu enxerguei que não existe você. Existe quem não me soma, mas me subtrai tempo. 

Eu não aguento mais você.
Não aguento o que você pareceu ser. Não aguento que meus burros sempre vão de encontro com água. Não aguento que você me consome, me come viva. Não aguento você! Suas mãos, seus pés, sua pele, sua cara de pouco interesse. Não aguento nada mais. Não aguento te olhar, não aguento te pensar.

Estou exausta de você. De você e de tudo que você não é e que eu pensei que fosse e que eu ainda espero que seja. (infelizmente).


 

[G.J.] 

 

Comments

comments