Carta para aquele que me deixou

“Oi.
Queria te dizer o que esta ausência tua está me causando, que já não sei o que pensar quando me perguntam de você, e que na verdade eu não quero mais pensar em você e eu, separado assim, entende?

Dias atrás eu costumava a pensar em “nós” assim, no sentido real e literal da palavra, porque formávamos um casal, mas ao mesmo tempo o seu destino se amarrou ao meu… Daria uma bela história de amor, se não fosse pelo fim antes do previsto.

Assim como quem não quer nada você entrou na minha vida, me fez provar de várias sensações inimagináveis, você era aquela pessoa que me arrancava os melhores sorrisos, as gargalhadas mais altas… mas também me fazia chorar em alguns momentos. Foi aquele que me fez esquecer dos amores fracassados do passado, e me fez se entregar de bandeja nos seus braços. Estava convicta de que o fim do nosso namoro daria lugar ao casamento. Porque sempre me imaginei respondendo essa pergunta: “Vocês namoram?” e eu diria “Não mais… (silêncio de suspense) agora somos casados.” Mas que bobeira a minha não?

Estou aqui para lhe agradecer aos incríveis momentos em que estivemos juntos, sejam eles de sorriso ou de choro, não me importam a emoção, mas sim a sua companhia em todos eles.

Hoje eu vejo que tínhamos um bom relacionamento, mas as brigas rotineiras, nos afastaram. Eu continuo aqui, a esperar que, um dia talvez, esse roteiro mude, e que possamos continuar, mas aguardo esse dia com alguns nós na garganta, pois quando deito no travesseiro e penso em você, as boas lembranças enchem meus olhos d’água, e afogam os planos que tinha pra nós dois.

Enfim, talvez isso tudo esteja confuso para você, mas se pudesse enxergar dentro do meu coração, veria que a confusão é um pouco maior que as palavras que aqui deixei. Uma vez ouvi dizer que devemos deixar livres as pessoas que amamos, se voltarem é porque deveria ser, mas se não… é porque jamais seria. Então resolvi seguir, estou te deixando, mas espero que volte, porque enquanto houver razões eu não vou desistir.

Sempre sua.”


 

[B.C.]

Comments

comments