Aos vinte e nove, com o retorno de Saturno

Perto de completar 28 anos eu escrevi um texto que tratava exatamente da urgência, dessa ânsia por mudanças que nos toma aos vinte e poucos. Naquele momento eu havia me dado conta da finitude que existe no passar dos dias.

Se você está na casa dos 29 vai concordar quando eu digo que as perguntas se multiplicam, enquanto as respostas machucam.

Dizem os astrólogos que essas sensações são causadas pelo “Retorno de Saturno” – não encontrei um dado certo, mas dizem que leva entre 28 e 30 anos para Saturno fazer a volta completa ao redor do Sol – o que também significa que em Saturno eu estou completando meu 1º ano de vida.

Segundo a astrologia, o Retorno de Saturno é uma fase de transição que você deixa um primeiro período da vida e inicia um outro completamente diferente, enfrentando agora a finalmente vida adulta.

Entre as informações que encontrei a respeito do tal retorno, uma das que mais me chamou atenção foi a afirmação de que se até ontem, aos 28, vivíamos para provar alguma coisa ao mundo, após os 30 nós nos transformamos no que realmente nascemos pra ser.

Custo dizer que o período em questão é tão difícil que até Cristo ficou fora de holofotes entre a juventude e os 28, voltando às pautas depois dos 30, e cumprindo assim sua missão como homem na Terra. (é história, não bíblia).

Mas a gente não pode sumir de circulação. Não pode se isolar do mundo e voltar no estilo Superman depois de aprender a dominar os poderes.

Então o que resta? Um monte de gente perdida tentando fazer a coisa acontecer, tentando superar as próprias e as demais expectativas, sem criar a porra da expectativa e fingindo ser normal.

Quando normal, na real, é um saco.

Se a vida vai, de agora em diante começar, que seja para o bem. Que seja o início do que eu realmente nasci pra ser. Afinal ou a gente morre herói ou vive o bastante para se tornar vilão.

VINTE E NOVE – LEGIÃO URBANA

Perdi vinte em vinte e nove amizades
Por conta de uma pedra em minhas mãos
Me embriaguei morrendo vinte e nove vezes
E aos vinte e nove, com o retorno de Saturno
Decidi começar a viver.


 

[Luciana Meningue]

Comments

comments